O dia em que a terra parou

A morte de Michael Jackson é a prova de que a obra de um artista pode ser maior do que ele próprio. A sua trajetória como músico popular, as controvérsias, as excentricidades, o mito por trás de um homem que viveu o limite do amor e do ódio no mundo da música, encontrou em sua morte a exposição máxima de mídia que um ser humano conseguiu na história. O planeta parou. E relembrou momentos do artista que não tinha barreiras quando criava sua arte para essa nossa pequena aldeia global.

Uma revolução na comunicação. Na quinta-feira a tarde quando soube de sua morte e de como a imprensa na Internet estava notificando o acontecido, corri para frente da Tv e não importou se a seleção brasileira tinha garantido a final da Copa das Confederações [na África do Sul], e nem tão pouco as acusações contra o ex-presidente José Sarney (MA) no senado ou até mesmo o avanço da gripe Suína (H1N1) pelo país, tudo isso ficou em segundo plano com a morte do astro Michael Jackson. E não foi só por aqui, o mundo todo reverberou a notícia e apontou suas armas para descobrir o que afinal aconteceu entre a casa do cantor e o Ronald Reagan UCLA Medical Center.

O Google e o Twitter (22,6% das mensagens feitas no dia foram dedicadas a ele) ficaram fora do ar, o número de usuários na rede mundial de repente subiu 11% com gente querendo informações sobre o estado de saúde de Michael, isso fez com que o Google acreditasse que estivesse acontecendo um ataque cibernético e seu sistema e – numa situação inédita – desligou o provedor.

Da Internet para fora. Em qualquer lugar que se vai, do restaurante ao cinema, do campo de pelada na rua até o grupo de Alcoólicos Anônimos, da igreja metodista até a Casa Branca, o assunto era comentado em qualquer grupo de dois ou mais. Vivemos finalmente na aldeia de Marshall McLuhan.

michael04

Imagine se fossemos quantificar ou valorizar o número de mídia espontânea que o nome do Rei do Pop conseguiu em três dias? Bem, se Elvis Presley – morto em 1977 – hoje é uma das celebridades que mais lucram depois da morte, Michael já vence esta estatística horas depois de sua morte. Em números gerais, quatro horas após a confirmação da morte, seus discos atingiram os 15 primeiros lugares em vendas site de músicas Amazon.com. Só o Thriller (1982), voltou ao topo em vendas com a reedição do 25 aniversário do disco – lançado em 2007. Depois dele, os álbuns Off the Wall (79) e Bad (87) também estiveram entre as primeiras posições. Mas não só a carreira solo, ainda hits do seu antigo grupo Jackson Five voltaram ao topo de vendas. Em vida, Michael vendeu 750 milhões de cópias, depois de sua morte, ainda não se tem o número de quanto esse número subiu. E como a pirataria chinesa já está vendendo um DVD Tributo, nunca saberemos os números reais desses dados.

Em entrevista ao Fantástico [Rede Globo], a brasileira que era cozinheira de Michael finaliza – emocionada – o seu discurso desabafando “não aceito o mundo sem Michael Jackson”. Não é exagero se pensarmos que ela não é a única a pensar dessa forma, a prova disso aconteceu desde quinta-feira onde tudo estava em torno de Michael. Quatro dis depois já soube notícias de que 12 pessoas se suicidaram com a morte dele. Enfim, tivemos uma final de semana diferente, não temos mais o homem que era sinônimo de estranheza e idolatria no mundo artístico.

Encerro aqui minhas homenagens ao pequeno Michael. E espantado com a comoção mundial em torno de sua morte.
micMICHAEL JACKSON, O REI DO POP! 1958 – 2009

1 Response to “O dia em que a terra parou”


  1. 1 christian julho 2, 2009 às 9:26 pm

    ótimo artigo sobre a morte do mj


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Carpatia

Este é um blog de pesquisa musical. Por aqui rola de tudo, de tudo mesmo. Manda logo um e-mail, dewiscaldas@gmail.com

Visitas

  • 103,117 acessos
Follow dewiscaldas on Twitter

Acesse o Flickr do Blog

Mais fotos

Visite

Quem escreve?

Dewis Caldas é músico, jornalista e pesquisador musical.

Clique e baixe o Disco da Semana

Disco da semana

Raimundo Soldado (1946 – 2001)
O Astro do Maranhão [1985] #forró #santa_inês #arrocha

A Maravilhosa Nuvem de Tags

2 filhos de francisco rita lee cérebro eletrônico lee ac dc black Ice acid rock acid rock beach boys pink floyd progressivo space acid rock led zeppelin gentle giant beach boys yes pink Amado Batista Sony BMG Amy Winehouse Lioness Arctic Monkeys Axl Rose Geffen Chinese Democracy Guns And Roses desapa barack obama lula BBKing Museu Mississipi beatles billboard brasil blue man group Phil Stanton Chris Wink Matt Goldman brega Britney Spears Nua britney spears ronaldo fenômeno circus Cake Gloria Gaynor carlos casagrande altas horas skank sonny BMG centro de eventos do pantanal chitãozinho zororó pauoo sérgio brega dewis caldas corinthians roberto carlos cuiabá Dewis Caldas Ormanne die dual disc matanza bruce springteen duran duran new romantic new wave sintetizador eddie van halen eruption factoide festival calango Franz Ferdinand vazou glam rock 70 david bowie T.Rex Hard Rock Heavy Metal hermeto pascoal horario eleitoral Jimmy Page Leona Lewis Toca Rauuul john lennon joão gilberto gravações raras chico pereira julian casablancas kiss brasil lilly allen It’s Not Me It’s You live nation ticketmaster fusão madonna Brasil Live Nation Warner Brothers Hard Candy S madonna live natin sticky and sweet Madonna Live Nation mallu magalhães marcelo camelo jerry lee lewis mary ga mallu magalhães marcelo camelo my space mário caldato mark ronson lily allen britney spears emi sony bmg jive mercedes sosa michael jackson Michael Rapino moby in this world morre mpb noel gallagher soco oasis panaca OEMT Paralamas do Sucesso Brasil Afora paul mccartney paul mccartney mcdonalds paulo mccartney beatles eleanor rigby memory almost ful pink floyd pink floyd midia Portishead power pop Pete Townshend Rubber Soul Audities The Monke queen brasil paulo rodgers Rage Against the Machine We Are Scientists revival cult morrisey vazamento de discos led radiohead banda antiga the police cauby peixoto amy winehouse quincy jones britneys spears new wave backstreet boys spice girls steve vai richar wrigth pink floyd rip Robert Johnson montagem sem tags por favor Sub Pop Geffen Records NIrvana Guns and Roses talking heads once in a lifetime U2 vazou world music

Ranking dos mais acessados

  • Nenhum

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 6 outros seguidores


%d blogueiros gostam disto: