Archive for the 'Biografias' Category

Beatles separados, será que deu certo?

Depois daquele fatídico 08 de abril de 1970, quando Paul McCartney disse “o sonho acabou”, martelando o fim dos Beatles, começou o estranho mundo solitário dos quatro fabulosos rumo a sua identidade musical e política. Cada um buscou uma vertente e foi até o fim. Para o bem ou para o mal, a representação social, política e antropológica da ex-banda ainda continuou viva.

Paul McCartney era o mais musical, o primeiro a chegar e o último a sair do estúdio. Seus discos poderiam facilmente pertencer a discografia dos Beatles, pois se sabe que era dele a maioria das melodias e arranjos, isso ficou claro nos seus discos com os Wings e sozinho. O melhor exemplo que Paul nos deixa é que um artísta nunca deve envelhecer musiucalmente. Ele sabe acompanhar as tendências e se inserir nelas. Sendo fazendo discos de musica eletrônica, como o projeto Firebird, como o pedido dele para tocar com o MGMT, uma banda que não tem nem três anos de existência.


George Harrison acentuou sua imagem mística e usou da influência de sua ex-banda para promover a World Music. Aprendeu cítara e divulgou a música indiana, produzindo concertos por lá, inclusive.


Ringo Starr sempre esteve no meio artístico. Seja como músico, gravando regularmente discos solos ou fazendo participação com outras bandas. Se aventurou pelo cinema e para falar a verdade nunca mais fez nada demais. Passou a vida toda vivendo da “pôse” de um Beatles e para ele sempre esteve bom assim. Nada de anormal, quando os Beatles estavam na “ativa” a postura dele era a mesma.


Jonh Lennon se transformou num cara de meia-idade. Lutou por um mundo melhor, fez passeata nas ruas, fez protesto numa cama, buscou derrubar as fronteiras dos países enquanto tinha várias mansões “cercadas” pelo país e mostrou ao mundo o seu excêntrico relacionamento com a também excêntrica Yoko Ono. Depois do nascimento do segundo filho resolveu ter uma vida pacata em casa, como se fosse possível. Retratou todas essa fases em suas músicas, outra característica que adquiriu enquanto estava nos Beatles.


Anúncios

O algodão de Luiz Gonzaga

Em 1929 um colapso econômico se alastrou pelo mundo. A queda da bolsa de valores americana atingiu o Brasil e porrada foi maior para os ricos empresários que trabalhavam com exportação de café. Nessa época já éramos o maior exportador do mundo e por essa superprodução os preços caíram e o governo viu-se obrigado a queimar – isso mesmo – destruir boa parte do estoque e segurar os preços.

Nesse ínterim, os cafeicultores de São Paulo conseguiram se reerguer, Minas Gerais começou a produzir leite e a região leste do nordeste desenvolvia sua produção de algodão. Só para ter uma idéia, em 1930 o estado da Paraíba tinha 650 mil hectares de área plantada e produzia 3 milhões de quilos de algodão de caroço. Tudo era enviado para o porto internacional de Pernambuco, em Recife. Nas décadas seguintes algumas cidades da região se tornaram grandes pólos do chamado “ouro branco”, trazendo desenvolvimento e renda para o sertão castigado pela fome e sede.

Essa história inspirou Luiz Gonzaga a compor uma música que falasse de todo esse processo de plantar o algodão e cultivar desenvolvimento. Nascido em Exú, bem no sertão pernambucano, Luiz tinha vivido na pele essa transformação com a exploração do algodão. “Ouro branco que tanto enriquece o país, um produto do nosso sertão”, canta. Experiências como essas – de sintetizar o momento social do nordeste – era uma das especialidades de Luiz Gonzaga. Essa inteligência chamou a atenção da jornalista francesa Dominique Dreyfus, que em 1997 publicou o livro Vida do Viajante: A saga de Luiz Gonzaga Vozes do Brasil, contando a representatividade do sanfoneiro para com os símbolos e acontecimentos do sertaneijo.


Carpatia

Este é um blog de pesquisa musical. Por aqui rola de tudo, de tudo mesmo. Manda logo um e-mail, dewiscaldas@gmail.com

Visitas

  • 103,724 acessos
Follow dewiscaldas on Twitter

Acesse o Flickr do Blog

Visite

Quem escreve?

Dewis Caldas é músico, jornalista e pesquisador musical.

Clique e baixe o Disco da Semana

Disco da semana

Raimundo Soldado (1946 – 2001)
O Astro do Maranhão [1985] #forró #santa_inês #arrocha

A Maravilhosa Nuvem de Tags

2 filhos de francisco rita lee cérebro eletrônico lee ac dc black Ice acid rock acid rock beach boys pink floyd progressivo space acid rock led zeppelin gentle giant beach boys yes pink Amado Batista Sony BMG Amy Winehouse Lioness Arctic Monkeys Axl Rose Geffen Chinese Democracy Guns And Roses desapa barack obama lula BBKing Museu Mississipi beatles billboard brasil blue man group Phil Stanton Chris Wink Matt Goldman brega Britney Spears Nua britney spears ronaldo fenômeno circus Cake Gloria Gaynor carlos casagrande altas horas skank sonny BMG centro de eventos do pantanal chitãozinho zororó pauoo sérgio brega dewis caldas corinthians roberto carlos cuiabá Dewis Caldas Ormanne die dual disc matanza bruce springteen duran duran new romantic new wave sintetizador eddie van halen eruption factoide festival calango Franz Ferdinand vazou glam rock 70 david bowie T.Rex Hard Rock Heavy Metal hermeto pascoal horario eleitoral Jimmy Page Leona Lewis Toca Rauuul john lennon joão gilberto gravações raras chico pereira julian casablancas kiss brasil lilly allen It’s Not Me It’s You live nation ticketmaster fusão madonna Brasil Live Nation Warner Brothers Hard Candy S madonna live natin sticky and sweet Madonna Live Nation mallu magalhães marcelo camelo jerry lee lewis mary ga mallu magalhães marcelo camelo my space mário caldato mark ronson lily allen britney spears emi sony bmg jive mercedes sosa michael jackson Michael Rapino moby in this world morre mpb noel gallagher soco oasis panaca OEMT Paralamas do Sucesso Brasil Afora paul mccartney paul mccartney mcdonalds paulo mccartney beatles eleanor rigby memory almost ful pink floyd pink floyd midia Portishead power pop Pete Townshend Rubber Soul Audities The Monke queen brasil paulo rodgers Rage Against the Machine We Are Scientists revival cult morrisey vazamento de discos led radiohead banda antiga the police cauby peixoto amy winehouse quincy jones britneys spears new wave backstreet boys spice girls steve vai richar wrigth pink floyd rip Robert Johnson montagem sem tags por favor Sub Pop Geffen Records NIrvana Guns and Roses talking heads once in a lifetime U2 vazou world music

Ranking dos mais acessados

  • Nenhum

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 6 outros seguidores


%d blogueiros gostam disto: